Quarta-feira
19 de Junho de 2019 - 
Há 4 anos em Paty do Alferes.
Advocacia cível, criminal, família e trabalhista.
Advogados Mayra Islane Santana e Thomas Teixeira Pinheiro Bernardes
Atuação em Paty do Alferes, Miguel Pereira e Rio de Janeiro

Artigos


Blitz: entrevista com o Comandante da PM na região - 23/10/2013

           Na nossa última coluna discutimos sobre a legalidade das blitzes, defendendo tal operação policial como forma de diminuir os acidentes de trânsito e reprimir crimes que dependem do transporte de artefatos ilegais. Dada a repercussão do tema, trazemos ao leitor trechos de uma entrevista que realizei com o Comandante  da PM, o Ten. Marcos Antônio Ferreira Rodrigues.
 
            PR: Quais as principais irregularidades que as blitz visam combater?
 
            Comte. Marcos Antônio: Na área de atuação da 2ª Cia os maiores problemas observados no ano de 2012 foram, nessa ordem, homicídio, tráfico de entorpecente, roubo de veículos e acidente de trânsito com vítima, etc. As Operações estavam direcionadas com o objetivo de reduzir esses índices, onde em Miguel Pereira e Paty do Alferes tivemos diversas apreensões de drogas e veículos furtados/roubados e com ordem de apreensão pela Justiça. Através de um processo Judicial o Juiz Dr. Luis Claudio Rocha Rodrigues solicitou que cada responsável por determinada área ligada à redução dos índices anteriormente citados intensificasse suas ações com o objetivo de reduzir o número de óbitos e traumas de natureza grave daquele nosocômio (Hospital Fundação). Daí a realização de Operações diárias na área da 2ª Cia.
 
            PR: Após a realização sistemática das blitz na região, chegou-se a notar uma diminuição no número de acidentes?
 
            Comte. Marcos Antônio: Nossos dados estatísticos apontaram uma redução em torno de 40% no número de acidentes de trânsito com vítimas e esses dados praticamente bateram com dados do Hospital Santo Antonio da Estiva, os quais foram uma redução em 2013 de 36% em relação a 2012.
 
            PR: Em relação ao incidente em Arcozelo, o que o Sr. pensa que realmente motivou um grupo de pessoas ao vandalismo? Em que estado se encontram as investigações acerca das depredações?
 
            Comte. Marcos Antônio: Tudo leva a crer que não foi o acidente que vitimou uma moradora do local a motivação, mas uma insatisfação de munícipes que tiveram seus veículos apreendidos por conta de diversas irregularidades no C.R.L.V. ou na C.N.H. e que se julgam no direito de continuar conduzindo veículos na contramão da lei. Existe ainda outros que se dizem cidadãos de Paty mas que tem envolvimento em delitos criminais ou interesse político e que certamente se promovem com o ocorrido. As investigações estão por conta da Polícia Civil, a quem cabe apurar responsabilidades.
 
            Agradecemos ao Comte. Marcos Antônio pela entrevista e contamos com a Polícia Militar para continuar realizando blitz na região, por uma cidade mais segura e pela paz no trânsito.
Autor: Dra. Cristiane Azevedo
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  673633
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.