Segunda-feira
20 de Setembro de 2021 - 
Há 9 anos em Paty do Alferes.
Advocacia cível, criminal, família, trabalhista, previdenciário e consumidor
Advogados Mayra Islane Santana, Thomas Teixeira Pinheiro Bernardes e Mônica Rodrigues Ferre
Atuação em Paty do Alferes, Miguel Pereira e Rio de Janeiro

E-Processos

Solicite liberação do acesso ao andamento de seu processo na recepção do escritório.

E-mail corporativo

Acessível somente ao escritório.

Museu da Justiça de Niterói encerra programação de férias com visita do artista plástico Alexandre Pinhel

O Museu da Justiça de Niterói encerrou nesta sexta-feira, dia 30 de julho o programa "Crianças no Museu", realizado entre os dias 19 e 30 de julho. Cerca de cinquenta crianças escolheram passar as férias escolares participando de atividades culturais e de lazer promovidas pelos educadores e puderam se interligar com a exposição "Absurdos Insustentáveis", do artista plástico Alexandre Pinhel, que faz suas obras exclusivamente com materiais reciclados.E na quinta-feira, dia 29, o evento recebeu uma visita especial: o próprio Alexandre Pinhel, que trouxe a família para participar da programação. “Considero de um valor social imensurável a decisão de reabrir as portas do Museu da Justiça de Niterói com um público de crianças e colocá-las desde pequenos em contato com a mensagem da importância da preservação do meio ambiente. Usar o lúdico para desde cedo passar o recado da sustentabilidade é uma forma de interiorizar essa mensagem nas crianças. Elas vão descobrir assim que não temos que sujar a nossa casa", prevê o artista.Durante os quinze dias do evento, a programação iniciava com uma visita guiada desde a entrada do Museu, mostrando o cenário urbano da região marcado pela história de vários prédios da cidade de Niterói. Em seguida, havia visitas às áreas do Museu da Justiça, sempre acompanhadas com as explanações da pedagoga Teresinha Souza sobre cada detalhe do acervo. Os estudantes visitavam também a exposição "Absurdos Insustentáveis".Logo após, todos eram levados à Sala de Ação Educativa, onde tinham a oportunidade de expressar de forma artística o conhecimento adquirido durante a visita através de desenhos, pinturas, jogos e histórias relacionadas à arte e à cultura e sobre a exposição que visitaram. Ao término, as crianças eram presentadas com um jogo da memória de palitos de picolé, com desenhos da entrada e de espaços do Museu.Para quem teve oportunidade de participar do “Crianças no Museu”, fica a certeza de que é possível reunir cultura, arte e Justiça de uma maneira lúdica e prazerosa. E para quem perdeu, uma boa notícia: nas próximas férias escolares, o Museu da Justiça de Niterói vai repetir a experiência.AF / SF
02/08/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  1294649
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.